Planos de saúde familiares não precisam de contrato coletivo, decide STJ